margin-top:300px; "A GLÓRIA DA SEGUNDA CASA..." POR THAIS FERREIRA: 2010

Persistência é tudo



Muita gente acha que é difícil começar uma caminhada. Pessoalmente penso diferente.

Para mim, mas difícil que iniciar é continuar... De começos o mundo está cheio: os que começam um casamento, os que começam a abandonar um vício, os que iniciam o aprendizado de uma língua e por ai vai.

Ir em frente é mais complicado. Exige persistência e muita força de vontade.

Requer que nós olhemos para trás com sentimento de satisfação pela experiência adquirida e não com remorso ou sensação de arrependimento. Que nós tenhamos sonhos, mas que não vivamos de sonhos. Que choremos, mas não deixemos as lágrimas turvarem nossa visão.

Que escutemos os outros, mas que não desistamos de fazer o que julguemos certo, por causa deles.

Tudo isso de tão simples parece coisa de criança. E é mesmo! Antes de aprendermos a andar precisamos: cair muitas vezes, nos machucar, chorar, ser motivo de riso, e nem por isso tudo desistimos ou deixamos de levantar.

Nisso temos muito que aprender com as crianças. Elas "sabem" que antes de dar os primeiros passos, é preciso ficar de pé, e antes disso é preciso engatinhar.

Que precisamos das pessoas para servir de apoio, mas, que elas não são bengalas e nós não somos aleijados. Se todas as pessoas soubessem disso teríamos bem menos fracassados no mundo.

Gente que poderia atingir grandes coisas, mas que desiste no meio do caminho. Diante disso só temos a agradecer a predisposição para certos aprendizados na infância. Se fosse o contrário, muita gente hoje estaria numa cadeira de rodas.

DEUS É FIEL


A FIDELIDADE DE DEUS

"Se não formos fiéis, Cristo continua fiel porque ele não pode ser falso a si mesmo" (2 Tm 2:13).

Está na moda dizer: "Deus é fiel!" (1 Co 10:13). Lemos a frase em adesivos nos carros, em pórticos e até no jardim da casa do pastor! Decerto o cristão não a usa como amuleto, mas para lembrar-se da fiel promessa: Deus é fiel.

Fidelidade é um atributo essencial da natureza de Deus. Ele não pode negar-Se a Si mesmo. Lemos na Palavra que, "não tendo por quem jurar... jurou por si mesmo" – como forma de dar uma garantia a Abraão da Sua promessa.

A fidelidade de Deus é um fato incontestável. Esta faceta do caráter imutável de Deus é fundamental para o nosso relacionamento com Ele. Um precioso amigo nosso, em meio a uma grande provação, afirmou: "Confio em Deus incondicionalmente, pois Ele enxerga até mesmo no escuro!". E ele passava por um desses "vales da sombra da morte" – quando não se vê a luz no fim do túnel. Lembro-me quando passamos por uma experiência familiar difícil, que, mais uma vez, nos assegurou tal fato: Deus é fiel! E Ele não muda.

Em certo trecho da história de José, uma das mais encantadoras da Bíblia, lemos o seguinte: "Vós, na verdade intentastes o mal contra mim; porém Deus o tornou em bem..." (Gn 50:20). Esta é uma característica da fidelidade de Deus que ultrapassa a lógica humana: ela transforma os fatores negativos como inveja, traição, doença e até a morte em bênçãos na vida daqueles que amam ao Senhor.

O tempo vai nos ensinando que "mesmo se formos infiéis, ele permanece fiel" (2 Tm 2:13). Deus não pode mudar o que Ele sempre foi e sempre será: FIEL!.

Pensamento: A fidelidade de Deus independe das circunstâncias e do tempo: ela é inabalável.

Oração: Obrigado, Senhor, pela Tua fidelidade a mim, mesmo quando sou infiel. Em nome de Jesus, amém.