margin-top:300px; "A GLÓRIA DA SEGUNDA CASA..." POR THAIS FERREIRA: Oração é alimento

Oração é alimento


Um espírito com fome adoece!

Mesmo que o pecado, a maldição e a iniqüidade estejam sobre algum homem, a oração sempre será a sua maior aliada. Muitas vezes, a pessoa em pecado evita falar com Deus tentando omitir o seu erro. Isso porque em seu subconsciente ele acha que por estar em pecado Deus não vai recebê-lo ou ajudá-lo a se livrar daquela situação. A função de satanás é exatamente essa: Convencer o homem de que ele não tem mais oportunidades.

A estratégia do diabo, embora bem desenvolvida, é bastante simples: destruir o que Deus mais ama. Isso inclui a vida do ser humano em todos os sentidos. A humanidade vive um momento único na história do relógio de Deus: “A volta de Seu filho Jesus.”

Ora, Deus não permitiu que Jesus passasse horrores na cruz do calvário por pouca coisa. Ali, todas as forças espirituais do mal foram profundamente abaladas, caindo por terra todo o império do inferno. O véu se rasgou e com ele o direito do homem de se apresentar diante de Deus como filho.

É importante que o homem conheça os seus direitos diante de Deus para que possa se armar corretamente contra as investidas do diabo. Do dia do sacrifício de Jesus, em Jerusalém, no Gólgota, até aqui, satanás tem tentado, desesperadamente, fazer com que o homem não entenda o que de fato aconteceu quando Jesus gritou “ESTÁ CONSUMADO”. Ali ele perdia todo o poderio de morte e desgraça que até então tinha contra a imagem e semelhança de Deus.

A Palavra do Senhor afirma que o sangue de Cristo liberta de todo pecado. Se um homem se encontra em promiscuidade ou qualquer outro tipo de pecado, SEJA ELE QUAL FOR, precisa saber que: Todo poder e autoridade foi dado ao nome de Jesus. Isso significa dizer que é Jesus quem decide tudo pelo homem, não satanás.

O princípio da cruz foi o perdão, esse foi o propósito: perdão para salvação. É por essa razão que o homem nunca deve esconder do Senhor os desejos de seu coração. Ele quem sonda o pensamento mais profundo e os desejos mais íntimos. Quando o homem confessa a Deus os seus pecados e reconhece que somente ele pode salvá-lo, há salvação imediata e o trono de Deus se estabelece dentro desse coração.

A oração é nada mais nada menos do que isso: conversar e compartilhar com Deus, todas as coisas. Sejam elas de grande ou pequena importância, Deus quer saber de tudo pela nossa boca. É isso que faz aumentar a intimidade de Deus com o homem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário